quinta-feira, 29 de junho de 2017

Quando amamos?



Amamos quando, na rosa branca
Recém-nascida no jardim,
Entremeado nas pétalas translúcidas,
Avistamos aquele sorriso
Que nos perturba há muitos anos.

Amamos quando ouvimos
No gorjeio do pardal
Acordes da inesquecível canção
Que une os corações
Numa ousada trama de paixão.

Amamos quando a nuvem
Carregada pelo vento,
Desenha a esperança
Da realização do sonho impossível.

Amamos quando uma palavra,
Pronunciada ao acaso (com intenção?)
Retumba dentro de nós
E nunca mais a esquecemos.

Amamos quando uma frase,
Expressa num momento de desabafo,
Instala em nós uma dor fininha,
Porque não houvera intenção de ser intruso.

Amamos quando compreendemos
Que construímos juntos
Uma terna história
Sem preocupação com o seu final.

Amamos quando, por mais que pretendamos,
Haverá uma dificuldade enorme em afastarmo-nos
Daquele olhar que nos aconchegou,
Porque não temos força suficiente
Para empreendermos a separação.

Mardilê Friedrich Fabre
Imagem: Vida a 2


3 comentários:

Anônimo disse...

Lindooo!!! Amei! Amei! Compartilhando!!!😘 Chica Sperb

renate gigel disse...

Faz eco em ninha alma!
bjs
Re

Celso Ferruda disse...

Amamos quando a possibilidade de outro nos amar mais tem menos valor daquele amor que possuimos para doar a alguém que está conosco muitas vezes sem sentir seu próprio amor. .quanto menos doa.lo